Medo? Medo de que? Medo de muitas coisas, do sofrimento, da solidão, e no fundo de tudo, medo da morte. O Auto da Compadecida – Ariano Suassuna

Há um tempo venho pensando sobre o tema: medo. Todo mundo, em algum momento tem medo de alguma coisa: medo de cachorro, medo do escuro, medo da solidão, medo de falhar, medo da morte e por aí vai. O fato é que os medos atormentam a mente de cada um de nós, em nosso íntimo, diariamente.

Na atualidade, então, os medos aumentaram, a gente passou por uma pandemia, ficamos isolados, perdemos a liberdade de socializar, nos tornamos inseguros, com medo da morte, que não escolhia gênero, nem condição de saúde do indivíduo. Nesse período, as redes sociais cresceram, estouraram como forma de comunicação e de interação: lives a todo momento, afinal estávamos confinados…e o medo, ah essa nossa pedrinha constante , se tornou: medo de não ter likes, de não ter seguidores suficientes..Engraçado, como esse sentimento vai brotando, não é?

Fico pensando como um sentimento é capaz de paralisar uma pessoa, incrível, né? E como tenho a  certeza que para todo problema existe uma solução (já falava minha avó rsrsrs), a cura para o medo é enfrentá-los..eu sempre tive medo de cachorro, até ter uma cachorrinha, sem raça definida, a TAS (apareceu na nossa casa), que mudou esse conceito (claro, que não é aplicável para cachorros enormes, nem tudo é perfeito..rsrsrs), eu tinha medo de falar em público, sou professora, então, consegui enfrentar esse medo, também..

E vc qual seu medo? Você já enfrentou algum? Como?

Compartilhar

Digite para procurar

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.